Proteína: como ela pode te auxiliar na perda de peso

Proteína: como ela pode te auxiliar na perda de peso

Leia também: Womax

A proteína é a queridinha na dieta de quem quer ficar gigante, mas ela também pode ser uma forte aliada na perda de peso. Descubra como!

A proteína é um nutriente que possui diversas funções no organismo e proporciona inúmeros benefícios à saúde. E, como você já deve saber, é também indispensável para o processo de hipertrofia e recuperação muscular, por isso é tão bem vista pelo público da academia.

Só que ela não ajuda apenas quem quer ganhar massa muscular. A proteína pode ajudar também, e muito, quem deseja perder peso e/ou obter maior definição corporal.

Quem deseja emagrecer, normalmente, pensa apenas em reduzir calorias, carboidratos à noite, quantidade de gordura, e deixa a proteína de lado.

Mas a proteína pode ajudar no processo de perda de peso de diversas maneiras.

Veja como!

Proteína: como ela pode te auxiliar na perda de peso

Aumenta a saciedade
Reduzir o consumo de calorias não é a tarefa mais fácil quando você sente muita fome ou fome a toda hora.

Para diminuir o apetite e conseguir ficar satisfeito por mais tempo com menos calorias, é necessário escolher a proporção correta dos macronutrientes das refeições.

A proteína aumenta a sensação de saciedade de forma mais eficaz do que os carboidratos e as gorduras, pois demora mais tempo para ser digerida.

Ou seja, a pessoa se sente satisfeita por mais tempo.

Prevenção do pico de insulina
Os alimentos ricos em carboidratos de alto índice glicêmico, principalmente os refinados, provocam pico de glicose no sangue, levando à um aumento rápido de insulina.

Além do pico de insulina favorecer o ganho de peso, o aumento rápido seguido pela queda acentuada da glicose no sangue faz o organismo sentir fome.

A proteína, assim como a gordura e os alimentos ricos em fibra, evitam estas alterações bruscas da glicemia quando associadas a alimentos ricos em carboidratos.

Efeito térmico da proteína
O efeito térmico do alimento é o aumento no gasto energético associado ao seu consumo, digestão e absorção.

Este efeito é responsável por aproximadamente 10% do gasto energético total e varia com a composição da dieta.

O gasto energético ainda é maior após o consumo de uma refeição com maior teor de proteína, já que a proteína apresenta uma digestão mais lenta.

Ou seja, o seu corpo queima mais calorias ao digeri-la do que os outros macronutrientes, e a proteína consumida de forma isolada ou em conjunto com outros nutrientes, colabora para um maior gasto energético.

Aumento de massa muscular
Ela também desempenha papel essencial no crescimento muscular, favorecendo assim a construção e recuperação muscular.

Uma vez que o músculo queima mais calorias do que gordura, é normal que as pessoas que têm mais massa muscular magra tenham uma taxa metabólica basal mais elevada.

Resumindo, queimam mais calorias, mesmo em descanso.

Além disso, em uma dieta, a proteína pode prevenir a perda de massa muscular durante a restrição calórica.

Drenagem linfática emagrece?

Drenagem linfática emagrece?

A drenagem linfática emagrece devido à retirada de excesso de líquidos e de toxinas do organismo. A drenagem linfática tem outros benefícios, como combater a celulite, melhorar o circulação sanguínea, eliminar o inchaço e é o complemento essencial para diversos procedimentos de estética, como a lipocavitação e a radiofrequência, por exemplo.

Leia também: Phytophen funciona

Estes procedimentos atuam na camada de gordura e acabam por liberar uma série de toxinas no organismo. Com a drenagem linfática, essas toxinas são direcionadas para os gânglios linfáticos e, posteriormente, eliminadas através da urina. O que garante a eficácia do tratamento.

Leia também: Kifina funciona

Para emagrecer com a drenagem linfática recomenda-se realizar, no mínimo, 4 sessões por semana, de corpo inteiro, e cuidar da alimentação não ingerindo gorduras, açúcares e alimentos processados. Beber 1.5 L de água ou de um chá drenante, como o chá verde, por exemplo, é importante para manter o organismo devidamente hidratado e eliminar ainda mais toxinas.

Leia também: Drenagem Linfática funciona

Apesar da drenagem linfática ser drenante e antioxidante, ela não atua diretamente no metabolismo das gorduras. Assim, os centímetros perdidos com a drenagem linfática não representa a retirada de gordura acumulada nestes locais. Por isso, seria mais correto afirmar que a drenagem linfática desincha, e não emagrece. Mas, quando é associada à dieta, exercícios ou outras técnicas de estética, ela contribui para que o indivíduo emagreça mais facilmente.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Suco Verde

Suco Verde

Com as altas temperaturas que os termômetros têm marcado nas últimas semanas, nós só conseguimos pensar em alimentos e bebidas que refrescam, não é mesmo? Nada mais gostoso do que se refrescar e ainda ficar de olho na saúde. Por isso, vamos te falar os benefícios do suco verde e ainda ensinar a preparar duas receitas deliciosas.

Leia também: Farinha seca barriga funciona

Mão na massa…

Quanto mais diversificado for o suco, mais benefícios ele trará para sua saúde. Abaixo você vai aprender quais são os alimentos mais indicados para o preparo da bebida. Confira!

Leia também: Suco verde é bom

Folhas Verdes:
– Espinafre: rico em vitamina C e do complexo B, possui dois antioxidantes poderosos para a visão: luteína e zeaxantina.
– Couve: é fonte de magnésio, cálcio, ácido fólico e fibras, “Ela tem o poder de fazer a detoxificação no fígado”, explica Camila Ribeiro, professora do curso de Educação Física da faculdade Anhanguera de Bauru.
Frutas:
– Abacaxi: pouco calórico, é diurético e ajuda na digestão. “Contém uma grande quantidade de vitaminas e minerais, como vitamina A, vitamina C e ferro”, esclarece Camila.
– Maçã: com alto teor de antioxidantes que previnem o corpo do estresse oxidativo, é rica em vitamina C.
Raíz:

Leia também: Kifina funciona
– Gengibre: termogênico, ele acelera o metabolismo e, consequentemente, a queima de gordura corporal.
Águas:
– Além da mineral, que tem grande poder de hidratação e garante o bom funcionamento do intestino, Camila também sugere a água de coco, que é rica em minerais, potássio e magnésio.
E mais… A profissional indica a utilização do limão no preparo: “ele tem a função de alcalinizar o corpo, prevenindo doenças”, conclui. Além disso, uma colher de chia oferece grande quantidade de fibras.
E o verdinho?

Leia também: Phytophen funciona

A clorofila, que dá a cor verde aos alimentos, atua no sistema imunológico, aumentando o número de anticorpos e evitando o envelhecimento precoce das células. “Ela possui vitamina A, B, C e E. Além de ser fonte de ferro e impedir que o intestino absorva substâncias químicas dos alimentos, desintoxicando o organismo”, explica Thaliane Dias, professora do curso de nutrição da Faculdade Anhanguera de Brasília. A clorofila está presente nos alimentos verdes, como chicória, couve, brócolis, salsa, coentro, alface, espinafre, acelga e agrião.